1 de fev de 2010

Fevereiro

Chegou Fevereiro...

Mês do meu aniversário e aniversário desse blog (...é eu só não me esqueço do meu aniversário, rs , fazer o quê...).

Mais um ano se passou... tão rápido...


Vou avisar que normalmente fico deprimida antes do meu aniversário, acontece todo ano, então se eu começar a postar coisas muito, muito chatas...me desculpem, ou então vou acabar postando coisas sem nexo, kkkk...me desculpem também por isso....


Como na virada do ano, não pretendo fazer promessas ou pedidos, quero que aconteça o tiver que acontecer. É demasiado a dor que me sufoca quando espero/desejo muito algo e não acontece, acho melhor não ter grandes expectativas assim o que acontecer já me deixará feliz (eu espero! ).
Não é que eu não tenha sonhos, tenho muitos! Mas não vou viver me apegando somente a eles.
É estranho falar desse jeito, parece que estou me traindo, sei lá, me enganando... Acho melhor nem pensar, vou deixar o tempo passar afinal ele não espera por ninguém!


Também não vou fazer nenhum balanço da minha vida, já sofri muito apenas vivendo e não vou querer me lembrar de tudo o que passou só pra ficar ainda mais deprimida. Realmente não tem como consertar o que passou, então é só aprender com o erro e tentar não cometê-lo novamente.


Tem uma coisa que eu posso tentar fazer nessa nova etapa da minha vida: me arriscar mais, acho que eu vivo sempre na minha área de segurança e mesmo assim sempre acabo machucada, aí quem sabe eu posso criar coragem e me arriscar um pouco mais e sair para conhecer melhor a vida lá fora... quem sabe, não posso garantir. Normalmente as pessoas tendem a ficar em sua zona de proteção, com o que é conhecido e não se arriscam.
Porém, como podemos saber se é o melhor a fazer? Não arriscar? Não tentar? Será o melhor pra nós mesmos ou para os outros?

Melhor para por aqui... já estou pensando de mais, como sempre...rs.

5 comentários:

  1. Eu costumo desejar que aconteça aquilo que tiver de acontecer, pois acredito que o meu papel é sempre fazer o melhor com o que me é dado; como você, não é que não tenha sonhos, os tenho - e são muitos, mas eles são apenas diretrizes para mim, pois o que importa é a vida e o que ela nos "dá".
    Quanto aos riscos, nos arriscamos o tempo todo. Quando nos mantemos apenas em nossa zona de segurança, nos arriscamos a não deixar que coisas diferentes (e possivelmente boas) aconteçam em nossa vida. Para mim, isso não significa que devemos sair arriscando qualquer coisa a qualquer hora... isso significa que fazemos escolhas.
    Por isso, ainda que apreciemos e vivamos mais o caminho do que o objetivo, os sonhos são importantes, não porque vamos atingi-los, mas porque sem eles ficamos sem referências para nossas escolhas.
    E, como não sei o dia, Feliz Aniversário adiantado. :)

    ResponderExcluir
  2. Criar expectativas perde a graça de um grande acontecimento... Quando você menos espera, tudo pode acontecer!!
    Parebéns pelo aniversário!! E pelo blog também!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Eu também já fiquei deprimida e claro preferia não fazer anos!rsrsrsr...
    Estou naquela, viver o dia a dia aberta para tudo o que possa acontecer, mas com o coração latejando para que aconteça, porque senão nada acontece!...Também é preciso, buscar, correr riscos...numa palavra VIVER!?...
    Parabéns para ti e para o teu blogue.
    Beijinhos carinhosos,
    Marisa

    ResponderExcluir
  4. Primeiramente: PARABÉNS!
    Hehehe

    Em segundo lugar...
    eu prefiro mesmo é arriscar!
    Como diz minha mãe: o pior que pode acontecer é não dar certo!

    ResponderExcluir
  5. Fazer anos não é sinal de tristeza...é sinal
    de que se está vivo...Olha para uma ave,
    para uma planta, e verifica que a vida é
    uma benção a que não podemos ficar
    indiferentes.
    Saudações bloguistas/Irene.

    ResponderExcluir