30 de dez de 2010

Desejo


Desejo à todos nesse novo ano muita saúde, muitas relizações, muitos sonhos, muitas alegrias e muitos abraços apertados, muitos beijos apaixonados.
Que não falte uma companhia, um ombro amigo, um sorriso carinhoso, uma mãozinha amiga nas horas difíceis.
E não poderia faltar: muita esperança e fé.
Feliz 2011!!!!!!

bjux


23 de dez de 2010

Feliz Natal!!


À Todos os amigos e visitantes:
Um Natal de Paz, Harmonia e muita benção de Deus!


20 de dez de 2010

Meu Silêncio


Estou há duas semanas de férias e ainda não fiz nada que tinha planejado!
Por que é sempre assim?
A gente planeja tudo com antecedência e aí na hora a gente vai mudando, dando um jeitinho, deixando pra depois e as férias acabam.

Pelo menos uma coisa eu fiz e estou gostando, pretendia nessas férias cuidar um pouco de mim e estou fazendo um tratamento estético para melhorar "minha beleza" (kkk!) um pouquinho.

Em uma das sessões eu estava deitada, com máscara no rosto (lindamente vermelha) e ouvindo uma música instrumental de fundo muito relaxante, foi quando percebi como estava tranquila ali sozinha. Há muito tempo eu não ficava tão bem assim!

A correria do dia a dia, as preocupações, as obrigações, tudo acontecendo muito rápido e ao mesmo tempo.

Eu precisava respirar.
Esse foi um modo de conseguir isso, respirar e alcançar a paz. Precisava ficar só comigo mesma. Deixar os pensamentos em branco, só respirando e relaxando.

Que maravilha!

Fui procurar uma coisa e resolvi outra, rs.

O que eu pretendo nesse próximo ano é isso, encontrar tempo pra mim mesma, ficar em paz, relaxar e ser feliz.

Tenho cuidado de todo mundo e não sobra tempo para mim...
Vou me cuidar melhor.

Não sabia como precisava ficar só, sem preocupações, sem tudo, apenas eu e o silêncio.

15 de dez de 2010

Fim da história

Novidades!!
Sim, tenho uma novidade inesperada....
Eu tinha escrito há tempos no post Relacionamentos complicados sobre minha amiga, escrevi novamente esse ano em Relacionamentos complicados II e disse que qualquer novidade estaria contando.
Bom, aconteceu!
Há alguns meses eles marcaram a data do casamento, (viva!) e eu apesar de estar torcendo para tudo dar certo não estava 100% certa disso, já que o noivo não era de toda confiança...
Para falar a verdade nem sei mesmo como ela conseguiu convencê-lo a se casar, ela fez o mesmo velho e conhecido discurso sobre o tempo que já tinham juntos, que era hora de tomar uma decisão, que queria dar o próximo passo, blá, blá, blá... e que estava na hora porque ela estava ficando velha ( ela tem 27 anos) e queria ser mãe antes dos 30..., e não sei como dessa vez ele aceitou rapidinho. No outro dia procurou uma igreja perto de onde moram, mostrou a ela, acertou a data e pronto! Estava marcado.
Sou amiga dela há 4 anos, ela namorava com ele há mais ou menos uns 4 anos, depois ficou noiva há 3 anos e alguns meses depois do discurso final tudo acabou. Quase 8 anos juntos... quanto tempo!
Finalmente ela conseguiu o que queria: Casamento!
Eles se casaram, foi uma cerimonia muito bonita, estavam emocionados, foi perfeito como ela queria.
Se foi o certo; se serão felizes, se ela ficará bem ... não sei dizer, só com o tempo. Mas o que eu fiz, faço e continuarei fazendo é desejar que tudo dê certo e que Deus os abençoe sempre.

10 de dez de 2010

Dizer ou não dizer alô


Acho que não gosto de telefones...
Não, na verdade não gosto de falar ao telefone...
Não sei por que eu prefiro falar pessoalmente ou escrever, ligar para alguém não faz meu estilo.

É muito estranho, hoje em dia vemos todo mundo grudado ao celular, horas a fio, não sei como conseguem... acho tão estranho, desagradável e impessoal...

Crianças, jovens, adultos, todos tem uma facilidade incrível em conversar, até parece que a outra pessoa está ao lado, tudo muito normal.

Eu sei, eu sou a estranha!

Se eu puder evitar eu evito, deixo para conversar outro dia ou escrevo uma mensagem, mas não ligo, nem gosto de atender o telefone.
Em casa tem dois telefones, um na sala outro no meu quarto(?), fora os celulares, quando eles tocam eu já fico esperando que alguém atenda, qualquer um menos eu...

Acho que preciso de um psicólogo urgente, kkkk.

Sempre fui assim, nem sei quando começou. Pensei que era por causa da minha timidez, que um dia passaria, não passou...
Será que existe alguma síndrome de medo de telefone?! :)









4 de dez de 2010

Poesia




Onde você vê um obstáculo,
alguém vê o término da viagem
e o outro vê uma chance de crescer.
Onde você vê um motivo pra se irritar,
Alguém vê a tragédia total
E o outro vê uma prova para sua paciência.
Onde você vê a morte,
Alguém vê o fim
E o outro vê o começo de uma nova etapa...
Onde você vê a fortuna,
Alguém vê a riqueza material
E o outro pode encontrar por trás de tudo, a dor e a miséria total.
Onde você vê a teimosia,
Alguém vê a ignorância,
Um outro compreende as limitações do companheiro,
percebendo que cada qual caminha em seu próprio passo.
E que é inútil querer apressar o passo do outro,
a não ser que ele deseje isso.
Cada qual vê o que quer, pode ou consegue enxergar.
"Porque eu sou do tamanho do que vejo.
E não do tamanho da minha altura."

Fernando Pessoa

Não sei o nome desse poema, encontrei ao ler sobre o autor e achei que era uma ótima maneira de descrever como é a vida.