30 de jul de 2009

Dilema do crescimento

Quando deixamos de ser crianças?
Quando deixamos de ser jovens?
Quando nos tornamos adultos?
O quê acontece para mudarmos de cada categoria?

Vivemos e morremos, durante a vida somos rotulados de várias maneiras: pela cor, idade, o que vestimos, com quem andamos, o que pensamos e vai por aí...
Como já tinha falado no começo do meu blog, não gosto de ser rotulada, acho um tipo de preconceito.

Será por mudanças físicas e psicológicas que caracterizamos esses três tipos: criança, jovem, adulto?
O que é ser criança, jovem e adulto afinal?

Quando crianças não temos obrigações e responsabilidades.
Então como tem crianças que cuidam da casa e dos irmãos mais novos para ajudar aos pais? Isso não é responsabilidade? O que a torna criança?

Ser jovens também é não tem responsabilidades ou não trabalhar ou não saber o que quere da vida.
E aqueles que trabalham, estudam e contribuem para o sustento da casa? Eles deixam de ser jovens por isso?

E os adultos, são adultos por se casarem, terem filhos, empregos e casas para sustentar?
Se ser adulto é ter responsabilidade e saber o que quer da vida, porque tem tantos adultos que não fazem nada de suas vidas ou acabam sendo presos por atitudes impensadas e irresponsáveis? Isso não os tornam jovens?

Tem pessoas que parecem eternos jovens, com entusiasmo em cada coisa que faz; tem jovens que tem um gênio forte que parecem velhos resmungões e crianças sérias que parecem adultos...

Ontem mesmo eu encontrei uma garotinha que devia ter uns seis ou sete anos indo para escola, ela estava com mochila de escola, sandálias com salto, calça capri, blusinha rosa, batom e sombra rosa, pode! Parecia uma mocinha. Ah, tem mais estava falando ao celular..... Fiquei de boca aberta quando vi, eu era assim quando adolescente!

Considero-me uma adulta ( eu acho!), mas não mudei por dentro, continuo sendoa mema: eu pequena, eu jovem e eu adulta... Ainda gosto de sandálias melissinha, de comer leite em pó ( não sei se vocês já provaram: leite em pó, uma pitada de açúcar e um pouquinho de água, mexe até ficar cremoso aí é só comer, aiai! eu faço desde criança, rss), tenho sonhos e planos para meu futuro, algumas dúvidas durante o percurso como qualquer jovem, sou reponsável , sei cuidar de mim ( mais ou menos,rss) tenho consciência dos meus atos ( a maioria das vezes!).
E aí? Sou uma adulta jovem criança ou uma criança jovem adulta???
Acho que o importante é manter a essencia da juventude e alegria de criança dentro de nós, para sermos adultos completos e em paz.

26 de jul de 2009

Anjo

Bom, para começar vou dizer que meu último post foi uma queda, mas agora voltei ao "normal".
Coloquei minha velha e cotidiana máscara de pessoa forte e auto suficiente que havia deixado cair, assim não assusto ninguém com minha carência...

Acho que foi o dia frio e chuvoso que derrubou minha guarda.


Quero também agradecer pelo comentário que recebi, me ajudou muito!


Nossas vidas são compartilhadas com muitas pessoas, as vezes encontramos "anjos" as vezes "demônios" outras um misto dos dois. Devemos estar atendos e não nos deixarmos influenciarmos por sentimentos ruins.
Quando encontramos pessoas que nos apoiam, nos ajudam, dando forças para continuar, somando energias positivas, encontramos nossos "anjos".
Quando encontramos pessoas negativas, invejosas, que adoram nos deixar tristes, encontramos os "demonios".
Pode acontecer de não descobrirmos logo de cara quem é quem, assim ficamos ao dispor dos acontecimentos que virão para conseguirmos avaliar direito.
Durante minha vida, encontrei alguns poucos anjos ( e acho que acabei de encontrar um essa semana) que me ajudaram a encontrar a sensatez dentro de mim. Me mostraram a luz que devo seguir, ela estava dentro de mim porém não à via.
Agora acho que poderei deixar de usar máscaras e deixar meu real eu se mostrar, viver e amar, contemplando o que as pessoas tem de bom, ser feliz comigo mesma!



Obrigada meu Anjo!!!!!!!!!!!

23 de jul de 2009

Desabafo do meu coração


Esse post chega a ser sufocantemente verdadeiro, melancolicamente sincero e ridiculamente muito meloso, rss.

Todos sabem que estou há muito tempo sozinha, meu coração não aguenta mais procurar por sua metade, afinal Eu Quero Amar!

Me sinto perdida numa imensidão vazia, a deriva em alto mar, sem ninguém por perto, ninguém me vê.....
Já estou ficando sem forças para remar, não avisto nenhum porto, nenhuma ilha, barco ou terra firme...
Cada novo amanhecer leva um pouco da minha esperança e também traz o desejo de ainda continuar a lutar por mais algum tempo.
Já se passou tanto tempo!

Meu coração quer ter alguém para amar, amar infinitamente, completamente, de corpo e alma.
Quero alguém que pare o tempo com um beijo; que não precise explicar o que sinto em palavras, pois seu coração entenderá; quero que cada poro meu deseje o calor de seu corpo; quero fazer morada em seus braços; me envolver em seu abraço e sentir a felicidade invadir minh'alma; quero que me ame e se deixe amar; quero que o som de sua voz e sua respiração perto de mim me inebrie.

Quero viver esse amor, um amor, seu amor...

Mas, ainda estou aqui... sozinha, perdida em mar aberto, esperando, desejando ser encontrada.....
Alguém me encontre....................por favor.....................

18 de jul de 2009

Espere o inesperado!

"Espere o inesperado."

Escutei muito essa frase essa semana...

Em vários sentido ela foi usada, para esperar o pior de alguém, para não ser surpreendidos com reações que virão, para não confiar em ninguém, para ter sempre um plano B....e assim por diante.

Sei que ao esperar o inesperado temos que nos preparar para tudo, estando um passo a frente dos outros.

Mas...vou usar essa frase para descrever outra coisa: Amigos.

Não fazemos ideia de como afetamos/influenciamos outras pessoas.

Convivemos com tantas pessoas que as vezes não prestamos atenção em quem realmente se importa e tem consideração pela gente.

E aí quando estamos longe, não fazemos mais parte do seu dia-a-dia, temos essa surpresa tão agradável: Um email dizendo que sente nossa falta, um telefonema querendo saber se estamos bem, uma visita pra dizer que fazemos falta....

Como é bom nos sentirmos queridos!

Bom saber que tem pessoas que realmente são verdadeiras em seus sentimentos, que dizem o que sentem de verdade (assim como eu!), que se mostram amigas simplesmente porque são amigas mesmo...

Então:
Espere o inesperado, desejando apenas que coisas boas irão acontecer.

Espere o inesperado e sinta a felicidade de uma amizade verdadeira!

14 de jul de 2009

Neve

Sempre gostei do inverno!
Desde pequena desejo ver neve...
É algo tão mágico e encantador. Deve ser lindo ver aqueles pequenos flocos brancos caindo do céu.
Para quem já é acostumado a ver neve todos os anos, acho que se acostumam, acham natural e devem me achar boba....
Sei que um dia vou realizar esse sonho.

Ninguém na minha família gosta de frio e se pudessem escolher um lugar para morar não trocaria o calor do nordeste pelo fio do sul do país, apenas eu...
Dizem que sou maluca por gostar de frio, mas eu acho que é a melhor época do ano, adoro o outono e o inverno.
No outono as folhas das árvores começam a cair, os dias ficam nublados e percebemos que as mudanças estão acontecendo.
No inverno, as noites são de céu limpo, muitas estrelas brilhando, dá pra ficar mais tempo no calor do sol, o ar fica mais limpo, as pessoas mais elegantes, é melhor pra namorar, ficar juntinho, ficamos mais dispostos durante o dia e dormimos mais gostoso ( bom...na minha opinião).
Moro em SP e até que faz um friozinho bom por aqui, mas não neva....como aconteceu ontem no Rio Grande do Sul.
Bom e agora com esses casos de gripe A acontecendo justamente nos lugares que nevam( Argentina, Chile, EUA...), fica difícil ir pra lá. Quem sabe um dia....

12 de jul de 2009

Vida Passageira

Sei que a vida é passageira e nada dura para sempre ( verdades cruéis )... e que sempre estamos procurando por felicidade, compeenção e amor.
Incansavelmente passamos nossas vidas nessa busca alucinante e as vezes não percebemos que durante o caminho tivemos momentos felizes, a companhia de um amigo fiel, um apoio de alguém inesperado...
Seja uma paisagem que perdemos tempo admirando, uma música que nos trouxe alegria, um abraço de um amigo, um email de alguém especial, ver a grandeza de um por do sol ou até mesmo um carinho de seu animal de estimação, são momentos que uma vez ou outra acontecem e não prestamos atenção de como somos completos nessa hora.
É difícil agradecer, normalmente pedimos, isso nos deixa com essa sensação de que precisamos de algo, não estamos bem, incompletos... Se agradecemos, parece que temos tudo o que queremos e nada mais nos falta.
Queria que muitas coisas fossem eternas como amor, amizades, família....apenas Deus é eterno, então desejo um amor "infinito enquanto dure", amigos por onde passar e levarei minha família em meu coração "pra sempre"....
Assim, viver intensamente o hoje e ser grata por tudo,

Ah!
Como me considero uma roqueira de coração e amanhã é o Dia Mundial do Rock'n Roll, deixo esse vídeo de Rock que é um clássico.

8 de jul de 2009

Relacionamentos complicados


Relacionamentos são complicados....
Tenho uma amiga que faz uns 4 anos que namora um rapaz, hoje ela é noiva e planeja se casar ano que vem.
Percebo um comportamento um tanto estranho entre eles.... ele não busca ela na saída da faculdade (nem mesmo de sexta feira!), não demonstra preocupação com nada em relação a ela, não gosta que ela ligue no serviço dele e não gosta que ela gaste dinheiro com compras pra ela, se ela não resiste e compra, esconde dele e inventa uma história ou uma desculpa sobre o ocorrido.
Ela demonstra interesse em outros rapazes (mesmo dizendo que ama ele), vive sozinha, ligando sempre que pode pra ele.
Fizeram um contrato em cartório, como um casamento para que ela pudesse usar seu plano de saúde. E mesmo assim tá difícil sair o casamento propriamente dito.
Ela já quis terminar com ele algumas vezes por se sentir só, porém ele da uma desculpa qualquer, fala que vai mudar e eles continuam tentando...
Parece que eles são mais amigos do que namorados...
Será que é por terem desgastado a relação entre eles?
Ou não se amam, ou o amor se transformou em outro sentimento mais fraco, mais contido?
É difícil tentar entendê-los, afinal só eles mesmos sabem o que está acontecendo.
Por ser amiga dela, ouvir suas confissões, ser seu ombro amigo, sei de muita coisa.
Não gosto de me meter entre casais, o que eu penso prefiro guardar pra mim, não quero magoar ninguém, apenas tento apoia-la.
Só que não deixo de pensar se isso acontece com todos os casais, algum dia, será comum, será que tem uma razão para isso?
É o amor que acaba? Ou não era amor?...

4 de jul de 2009

Muito rápido

Como os dias estão passando rápido!

Já estamos em Julho!

Eu acho que até chegarmos no ano 2000, os anos passavam mais devagar, depois de 2000 tudo acelerou....

Piscamos os olhos e já é Natal de novo!

Não conseguir realizar nem metade do que esperava para esse ano.

O importante é continuar tentando.

Vi um dia desses na TV um especial sobre Nostradamus, que dizia que em 2012 irá acontecer algo terrível com a humanidade, talvez até o fim do mundo... Será mesmo? Está tão perto que dá medo pensar sobre isso...

Não sou muito de acreditar em previsões.... e principalmente nessa, eu não quero acreditar!

Bom, independente disso ainda acho estanho que os dias, meses, anos estão passando super rápido....