26 de jun de 2010

Medo II - Irracional


Oi Pessoas!
Gostei dos comentários, falando nisso eu também tenho medo da morte como o amigo disse, além da minha mesmo (é claro), dos entes queridos também, afinal eu não gosto de morte nenhuma e ponto final.

Medos irracionais...vou começar falando do meu medo do escuro, não gosto de ficar sozinha no escuro. Desde pequena (ou melhor, desde criança, rs) sempre evitei essa situação: eu+escuridão=medo, acho que é por causa dos filmes de terror.

Outro medo, palhaços ... é verdade ... também acho que é por causa dos filmes, mas que eles são sinistros com aquelas maquiagens são sim!
Não se esqueçam que são medos irracionais.

Tinha medo de nadar, de água profunda (mar, lago, até piscina), mas esse medo não era meu... minha mãe me passou esse medo dela. Quando tive a oportunidade conhecer o mar, me apaixonei, tão azul e imenso! Foi aí que eu percebi que não era meu o medo de água, me matriculei em um curso de natação e foi maravilhosamente tranquilo e relaxante. Amei! Minha mãe cresceu no interior, tinha que tomar banho no rio, lavar roupa no rio e ela não sabe nadar, tinha medo e nunca teve coragem de aprender. Daí ela me contava histórias de afogamentos, de cobras e jacaré que sempre atacavam alguém, tudo isso aumentava o medo dela e me contagiava. É interessante como podemos passar esses medos, quando alguém tem muito medo de algo é contagiante e quando você percebe também está com medo.
Tem estudos que confirmam que os medos dos pais são passados aos filhos, devemos saber o que falamos perto de crianças, elas absorvem tudo.

Tem gente que tem medo de ficar sozinho no futuro, de não encontrar alguém com quem compartilhar seus dias, não ter companhia na velhice... Apesar de realmente ser um pouco triste, desse medo (mesmo sozinha) eu não sofro. Como me já me disseram: "Tudo tem seu tempo", não é?

Outros tem medo de raios, trovão, dirigir, falar em público, dentistas, ets, e outras coisas inusitadas.

Acho que já falei demais.

4 comentários:

  1. Quem não tem medo pelo menos de alguma coisa, mas o medo é algo que trava o nosso percurso, por medo existem pessoas que se trancam em casa e quase deixam de viver, cabe a cada um de nós ultrapassar esses medos, quanto á morte talvez a maior parte de nós nem nisso queira falar, mas penso que nos devíamos de preparar para esse momento,pois se nascemos é inevitável que venhamos a morrer, e o que morre é o corpo físico, como uma roupa velha que já se encontra velha e rota, a nossa verdadeira essência vai continuar o seu percurso em outras dimensões.
    Aconselho-te a ler um livro pequeno mas que te pode abrir as portas e deixar sair o medo "A MOrte A grande viagem interdimensional de Paulo Nunes
    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Medos todos temos é verdade!Quando criança tinha medo de fantasma,dos meus pais morrerem,mas com o tempo meus medos são outros.Tenho medo principalmente pela minha filha e procuro não passar essa insegurança pra ela,porque não quero que ela tenha medo da vida.Adorei seu texto!Muito profundo!Bjs,

    ResponderExcluir
  3. Olá querida amiga Pensadora...falar sobre o medo é o primeiro passo para acabarmos com ele. O medo é como um fantasma que nos persegue e, geralmente nos paralisa.
    falar sobre ele é enfrentá-lo e dissolvê-lo, reduzindo-o a uma dimensão aceitável. Porque a verdade é: todos temos nossos fantasmas.
    bjos
    Sonia Rocha

    ResponderExcluir
  4. No finalzinho vc me fez lembrar de um medo que eu esqueci que tenho, o medo de falar em público. Se eu tiver que falar pra mais de 5 pessoas eu sou capaz de cavar um buraco no chão e ir embora pra China! rsrs
    Bjs.

    ResponderExcluir