19 de jun de 2010

Medo I - Racional


Vamos falar de medos?
Me diga quem não tem medo, quem nunca teve ou quem nunca terá.

É uma coisa com que convivemos diariamente, uma hora ou outra ele aparecerá.
Dizem que é normal e até necessário sentir medo de algumas coisas, como por exemplo: se não tivéssemos medo de animais venenosos acabaríamos sendo picados/mordidos, assim ter um certo grau de medo acaba nos ajudando a viver bem.

Existem vários tipos de medo: racional, irracional, exagerado, fobias, paranóia...
Vou falar dos dois primeiros.

- Medo racional é um medo que é proporcional ao nível de perigo que o ameaça, ele é saudável e indispensável para nos proteger.

- Medo irracional não tem base na realidade atual da qual estamos conscientes é ter medo de algo que não existe.

Eu dentro do meu medo racional, tenho pavor de aranhas. Quando tinha cinco anos de idade morava na fazenda de meu avô, lá com tantas árvores frutíferas, florestas nativas e animais selvagens era inevitável um encontro com algum animal perigoso ou venenoso pelo caminho. Um dia estava pegando frutas no pomar, não me lembro bem se era amora ou caju, uma aranha enorme e negra pulou em meu ombro, quando vi gritei muito, muito mesmo e minha irmã veio correndo e tirou ela de mim com um tapa. Ela nem pensou se seria mordida, na hora ela só me salvou...coitadinha.... Bom, depois desse encontro, meu medo racional por aranhas se tornou quase uma fobia.
Tenho outros medos como: assaltos (já presenciei vários), acidentes de carro (vi muitos na tv), um certo receio em relação a altura (apesar que já andei de avião e só deu medo da aterrissagem), ah e é claro baratas (que mulher não tem?!), kkk.

Podem ficar a vontade em comentar meus medos e falarem de seus medos racionais, ok...


No próximo post falarei de meus medos irracionais.

4 comentários:

  1. eu mesma confesso ter medo de mtas coisas, acho q sou uma medrosa ahahha....
    adoreiiii a materiaaa...
    Bjos Florrr!!

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga, o medo é um sentimento de preservação. Necessário. O único cuidado é não deixá-lo que nos impeça de viver a vida. Para isso é preciso coragem...o que vc. tem de sobra, só pelo fato de estar expondo os seus. Poucas pessoas têm essa qualidade.
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Com certeza a aranha até hoje morre de medo tb da Pensadora. rsrs
    Meu medo racional é o medo de algo inevitável; é o medo da morte. Não da minha, mas da morte de pessoas próximas. Recentemente sofri a perda de uma pessoa bem próxima e mais jovem do que eu, se é que posso me classificar de jovem. rsrs E até hoje não superei/aceitei esta perda, ainda que a doutrina espírita muito me ajude.
    bjs.

    ResponderExcluir
  4. Oieee, olha eu aqui !!! \o/\o/
    O medo nada mais é do que algo que precisa ser superado!
    Geralmente temos medo das coisas ocultas que não sabemos as respostas, mas que precisamos por mais que o medo exista, necessitamos entender os porques.
    Quem não corre o risco de ultrapassar ela linha imaginaria entre o medo e a libertação, nunca saberá o que nos fazer seguir em frente.
    Quantas vezes temos medo das coisas, e sempre achamos que não conseguiremos superar? Arriscar é fundamental para que possamos crescer como pessoas, medo faz parte do ser humano, assim como a superação, é por isso que estamos aqui, para superar nossos medos e nos tornarmos pessoas melhores.
    Beijos

    ResponderExcluir