16 de jul de 2010

Passou, espero que não volte!


Fase difícil...
Passar por isso agora me fez perceber que ainda não estou preparada para o amor, não estou preparada nem para um relacionamento. Não que eu não queira ou deseje isso apenas não posso.
Se um breve começo me afetou tanto assim imaginem se tivesse durado mais tempo!
Já sofri muito, anos se passaram, achei que estava forte, pensei em tentar e não deu certo...

Isso aconteceu talvez por não ser a pessoa certa, mas eu não devia ficar tão abalada com a tentativa... pelo menos eu achava que não...
Não sei onde erro, por que não tenho sorte, tudo parece mais difícil e complicado pra mim.

Sabe quando parece que nada faz sentido, nada na sua vida foi certo ou tem importância. Quando bate aquela vontade de começar tudo de novo, refazer ou mudar suas atitudes, no meu caso acho que tinha que nascer de novo e começar do zero...
Não dá para consertar a essa altura do campeonato, o tempo passou, os anos foram cruéis, perdi meus melhores anos tentando fazer a coisa certa, tentando ser uma pessoa boa e esperando que um dia a felicidade me encontrasse... sim o que eu sempre quis foi ser feliz. Nunca tive expectativas muito altas, nunca desejei o impossível, cresci com pouco e aprendi a agradecer por tudo, sobrevivendo deixando os sonhos no mundo deles no mundo dos sonhos, mas não quer dizer que não sonhava alto... somente em sonhos eu era livre para querer para mim o melhor.

Talvez nem todo mundo tenha seu par, a vida não regras a seguir, nem sempre é justa também.
Acho que sou mais feliz sozinha, afinal vivi a maior parte da minha vida só e é um jeito de me manter segura, inteira, sã.
Não me culpem por construir uma barreira de proteção em volta do meu coração, por manter as pessoas afastadas por tanto tempo, era justamente para isso que ela servia: evitar caídas como esta. Uma única fenda e olha no que deu... sofrimento. Não quero isso para mim e se o amor sempre vier acompanhado de decepção é melhor evitá-lo. Quem sabe um dia encontre uma exceção... por agora... desisto. Volto ao meu refúgio isolado.

Acho que sou como uma estrela, cercada por outras estrelas mas sempre sozinha a cintilar, as vezes brilha forte outras vezes quase se apaga, mas continua lá... se olhar bem, continua lá... sozinha...

4 comentários:

  1. Acho que ao mesmo tempo que pode não ser a pessoa certa, você pode estar totalmente enganada, e ser a pessoa certa... É certo que não existe pessoa perfeita, com o passar do tempo, a perfeição se extingue e se o que sobrar valer para os dois, a relação continua. Mas enfim, acho que na maioria das coisas, basta apenas olhar de um jeito diferente.

    ResponderExcluir
  2. Então se foi breve, imagine um de 40 anos e que
    num ápice termina.Para ver como eu a compreendo.
    Amiga passe a visitar-me em http://agoam7.blogspot.com
    porque a google não me permite inserir mais fotos nos outros blogues que conhecia(intemporal-pippas) porque diz que atingi o
    limite.
    Desejo que esteja "já" bem.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Oi Pensadora!
    Como você mesmo disse... Foi uma "fase difícil". Isso não significa que vá acontecer de novo e de novo. Ás vezes, quando se menos espera, a estrela vira cadente e esbarra com outras. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Pensadora, faço minhas as suas palavras. Não só no que diz respeito ao amor mas em tudo o que diz respeito à minha vida. Queria poder "formatá-la e instalar os programas de novo". Mas isso é impossível. O que passou, passou. Mas compartilho do seu pensamento e guio o meu destino por uma frase de André Luiz (retirada de um outro contexto, mas que vale para mim): "A rocha garante a vida no vale, por resignar-se à solidão."
    Bjs.

    ResponderExcluir